Playlist Youtube

quarta-feira, 22 de março de 2023

Senador Marcos do Val denuncia ameaça de morte


 

O Senador Marcos do Val gravou um vídeo ontem (21/3) em que respondeu às declarações do senador Jorge Kajuru que minutos antes havia criticado a possibilidade da CPMI ser realizada com a relatoria de Marcos do Val: “ ...Eu adoraria uma CPI aqui no senado porque tenho certeza que ela seria mais justa, mais independente e sem revanchismo...  eu assino a CPMI,  desde que Marcos do Val, retire o seu desejo de ser relator...  se o relator for Marcos do Val, que credibilidade vai ter essa CPMI? ...” Indagou Kajuru, afirmando que nem Marcos do Val ou Nikolas Ferreira teriam condições de serem relatores da ação. Na opinião de Kajuru a CPMI deveria ser relatada por Senadores como Rogério Marinho, Damares Alves ou Hamilton Mourão.

Marcos do Val alertou em seu vídeo que Jorge Kajuru só citou seu nome porque ele não estava presente no Plenário, salientando: “...Kajuru, você está no partido PSB que é um partido de esquerda e quem faz parte do seu partido é o Ministro Flávio Dino. É óbvio que você não me quer como relator. Não por eu ser tendencioso, mas porque eu sou do ramo...”  (Marcos do Val atua na área de inteligência, treinamento da SWAT e investigação).

O Ministro Flávio Dino abriu um processo contra Flávio Bolsonaro,  Eduardo Bolsonaro e Marcos do Val por se manifestarem sobre a aparição do ministro no complexo da Maré-RJ, um dos locais mais violentos do estado e que é comandado por facções do crime organizado. O fato do Ministro Flávio Dino visitar o local sem aparatos e protocolos de segurança em um local praticamente impenetrável pela polícia, acendeu a desconfiança de uma possível ligação afetuosa entre ambos. O Ministro em declaração pública, disse que visitou uma ONG no local e produziu uma foto que foi divulgada em redes sociais, mas não explicou como conseguiu adentrar o complexo e ser aceito espontaneamente pelos controladores do local. Flavio Dino também alertou que as suposições ventiladas por parlamentares e pela mídia são infundadas e que estão cometendo um crime “racial” e preconceito contra pessoas honestas e trabalhadoras.

Para Marcos do Val, o vídeo divulgado sobre a visita do Ministro da Justiça Flavio Dino no complexo da Maré, foi gravado por um integrante do Comando Vermelho que ao ser avisado da chegada do Ministro, começou a filmar. Segundo informações obtidas por ele, Dino teria se encontrado com um dos líderes do Comando Vermelho de codinome “Indio” e que essa pessoa nunca fora presa devido ao esquema de segurança da facção que troca o “Indio” de casa quase toda semana.

Durante seu discurso em plenário, na mesma tarde, o senador Magno Malta em crítica ao Ministro Flávio Dino, disse que é muito mais econômico trazer os grupos das ONGs e hospedá-las em Brasília para uma audiência com o Ministro do que destacar todo o aparato de segurança de um Ministro até esses locais.

Marcos Do Val reforçou esses critérios em seu vídeo: “...são as comunidades os grupos as ONGs a marcar audiência no Ministério e vão à Brasília, nunca aconteceu na história, o ministro indo  até o Rio de Janeiro com essa fala de que estava encontrando com uma ONG... a gente não é trouxa!... -  Ministro! 30 anos trabalhando na área de segurança pública na área de inteligência pelo amor de Deus Ministro pelo amor de Deus ... Se você fosse do Rio de Janeiro e tivesse sido eleito pelos cariocas, até poderíamos imaginar que você foi lá para agradecer o apoio, os votos que teve, alguma coisa nesse sentido, mas você é do Maranhão, saiu de governador do Maranhão denunciado por corrupção...” se referindo aos aparelhos de respiração artificial que o Ministro enquanto Governador do Maranhão teria comprado ilicitamente durante a pandemia. 

Segundo Marcos do Val, essa ONG serve para lavar o dinheiro do tráfico. Essa região aonde foi o Ministro Flávio Dino sem seguranças possui um controle tão rigoroso que nem o BOPE e nem o Caveirão conseguem adentrar sem antes serem alvejados. Também comentou sobre o vídeo do Presidente Luiz Inácio Lula Silva em uma declaração para um órgão da imprensa em que dizia que perseguiria o ex-juiz Sérgio Moro.

Curiosamente, hoje (22/3) uma quadrilha foi presa durante uma investigação em que os criminosos tinham planos de sequestrar e matar vários agentes da justiça e segurança, incluindo na lista o agora Senador Sérgio Moro.  Marcos do Val alegou que também recebeu uma ameaça de morte da pessoa que, segundo ele, explodiu um Clube de Tiro em Manaus. Essa pessoa teria enviado um e-mail para o senador se dizendo ligado ao Flávio Dino.

O Presidente Lula está oferecendo cargos e emendas parlamentares de R$60 milhões para os deputados que retirarem seus nomes da lista da CPMI que tem por objetivo investigar as invasões violentas no Palácio do Planalto no dia 08 de Janeiro em que foram presas mais de 1500 pessoas sem a devida tipificação do crime. e sem o devido processo legal. Essa CPMI poderá elucidar as dúvidas e garantir a defesa de milhares de pessoas que não cometeram os crimes e apenas estavam do lado de fora do Palácio se manifestando pacificamente. Muitos dos que foram presos nem mesmo chegaram a ir até o local. Foram detidos posteriormente aos atos, em frente ao quartel general.

Deputados e Senadores pressionados pelos seus eleitores estão implorando para que os presidentes Artur Lira (Câmara) e Rodrigo Pacheco (Senado) instaurem a CPMI, pois o negacionismo dos políticos da esquerda que sempre gostaram de um inquérito na época do Presidente Bolsonaro e as tentativas de suborno com cargos e emendas parlamentares para que deputados retirem as assinaturas, são no mínimo intrigantes.

Marcos do Val acredita que com a instauração da CPMI e a apresentação das provas que ele já tem em mãos, o resultado será o impeachment de Lula e o afastamento e prisão do Ministro da Segurança Pública Flávio Dino.

Responda se puder as seguintes dúvidas:

Será que o "Sistema" permitirá a CPMI? 

Teria alguma ligação o fato do governo Lula ter tirado o líder do narcotráfico Marcola de uma prisão de segurança máxima para outra em que ele fica à vontade, com visitas íntimas e todas as regalias de antes do governo Bolsonaro e o início dos atos violentos no Rio Grande do Norte?

Os atos de vandalismo do Rio Grande do Norte teriam alguma ligação com Marcola e a visita de Flávio Dino no Complexo da Maré no RJ?

As ameaças de morte sofridas por Marcos do Val e o grupo que foi preso com planos de sequestrar e matar o juiz Sérgio Moro teriam alguma ligação com os clãs que lideram o complexo da Maré?

A declaração pública do Presidente Lula de que deseja se vingar do povo e do Ex-Juiz Sérgio Moro teria alguma ligação com o grupo preso que tinha planos de matar Sergio Moro?

Quais as ações que o Ministro da Segurança Pública realizará no complexo da Maré para retirar as armas ou cadastrar /ou recadastrar/ ou regularizar/ ou regulamentar as armas das facções criminosas no Rio de Janeiro? 

Estaria o Ministro Flávio Dino disposto a vir conversar com os líderes das facções que fornecem drogas para os viciados da Cracolândia em São Paulo?

SÃO MUITAS PERGUNTAS, MAS QUANDO INICIARÃO AS AÇÕES PARA AS RESPOSTAS?

"QUOSQUE TANDEM ABUTERE PATIENTIA NOSTRA"

E por fim abusamos da nossa paciência - (Cícero)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Retorno de Marta Suplicy ao Partido dos Trabalhadores: Estratégia Eleitoral ou Renascimento Político?

Por: Claudia Souza A política brasileira sempre foi marcada por reviravoltas, alianças inesperadas e movimentos que desafiam as expectativas...